A terapia

da consciência, do sentir e do sentido.

Co-dependência

A Organização Mundial de Saúde classifica a dependência química como uma doença crônica, progressiva e reflexiva, que além de provocar danos e prejuízos à saúde dos usuários, causa também impacto destrutivo na vida dos familiares mais próximos, assim como em toda sociedade.
 
Os familiares, portanto, ficam tão ou mais adoecidos emocionalmente que o próprio usuário. É comum que pessoas de convívio mais próximo de dependentes químicos sintam-se angustiadas, desamparadas e impotentes para lidar com a situação. Sentimentos de culpa, mágoa, impotência, raiva e revolta, somados à vergonha e ao preconceito, tornam a situação ainda mais complicada.


Por entender que não só o dependente de drogas, mas todo o sistema, está adoecido, nosso modelo de tratamento é focado nas relações sociais e familiares. A intenção não é buscar culpados, mas unir esforços na busca da sobriedade do usuário e no resgate do equilíbrio familiar. Conscientes de que não só os dependentes químicos precisam de ajuda, abrimos as portas da nossa instituição para orientar pais, mães, esposas, filhos, amigos de dependentes que, como nós, acreditem que é possível Viver sem Drogas

Os familiares, portanto, ficam tão ou mais adoecidos emocionalmente que o próprio usuário.

Tags da Postagem
Compartilhe em suas redes sociais

CONTATO